Blogger templates

quinta-feira, 31 de março de 2011

Vida de Allan Kardec vai virar filme

0 comentários
Filmes inspirados no espiritismo ganham as salas de cinema


'As Mães de Chico Xavier', que tem estréia marcada para amanhã - 1º de abril - marca a volta dos responsáveis por lançar a onda espírita que constitui hoje um dos filões de maior sucesso do cinema nacional. Os diretores Glauber Filho e Halder Gomes e o produtor Luís Eduardo Girão, da Estação Luz, foram os responsáveis, em 2008, pelo longa Bezerra de Menezes, produção tímida que custou R$ 1,5 milhão mas que surpreendeu arrastando mais de 500 mil pessoas às salas de cinema.


- Veja a notícia sobre o filme 'As Mães de Chico Xavier' aqui.

— A meta, com 'As Mães de Chico Xavier', é superar os 4 milhões de espectadores de Nosso Lar (o título da onda que mais levou gente aos cinemas) — diz o coprodutor Ricardo Rihan.


Conta Rihan que tudo começou quando Girão, empresário de Fortaleza (CE), criou a Mostra de Teatro Transcendental, nove anos atrás. Glauber Filho — nada a ver com Glauber Rocha, por suposto - é um nome conhecido no cenário cultural da capital cearense. Propôs que o produtor investisse na temática mítico-religiosa também no cinema.


— Daí nasceu Bezerra. Com o centenário do Chico Xavier, vieram os outros filmes — relata Rihan, ex-executivo de TV que com a produtora Lighthouse se associou a Girão logo depois. — As dificuldades de produção do Bezerra eram notáveis, coisa que não se viu em Chico Xavier, o Filme e 'Nosso Lar' e que não se verá em 'As Mães de Chico Xavier' — afirma o produtor, que esteve no Sul para organizar a sessão de pré-estreia, semana passada.


O novo filme custou mais de R$ 7 milhões e chega com status de grande lançamento: são cerca de 400 cópias espalhadas pelo país. De 'As Mães de Chico Xavier', contudo, não se deve esperar mudança estética: embora o discurso dos autores seja o de dialogar com o público que não é famíliar ao espiritismo, seu principal parâmetro é 'Nosso Lar', longa que não alcança qualquer transcendência artística.


O passo seguinte dessa turma é uma cinebiografia de Allan Kardec, para a qual vão tentar uma coprodução internacional. Antes, a onda espírita vai ganhar mais um representante: 'O Filme dos Espíritos' (veja a notícia sobre o filme aqui), produção baseada em O Livro dos Espíritos, de Kardec, dirigida por André Marouço e Michel Dubret e estrelada novamente por Nelson Xavier, cuja estreia no Brasil está marcada para 7 de outubro.


*Texto escrito por Daniel Feix, extraído do site do jornal Zero Hora, com modificações da Equipe de Comunicação do LEAE.

Palestra do dia 04 de abril

0 comentários
Na próxima segunda-feira, dia 04, teremos a palestra "Impedimentos", ministrada pela Rosária.

Segue o texto de embasamento:
__________________________________________________________________________________ “Pondo de lado todo o impedimento... corramos com perseverança a carreira que nos está proposta.” – Paulo. (Hebreus, 12:1.) _________________________________________________________________________________

Por onde transites, na Terra, transportando o vaso de tua fé a derramar-se em boas obras, encontrarás sempre impedimentos a granel, dificultando-te a ação.

Hoje, é o fracasso nas tentativas iniciais de progresso.

Amanhã, é o companheiro que falha. Depois, é a perseguição descaridosa ao teu ideal.

Afligir-te-ás com o fel de muitos lábios que te merecem apreço.

Sofrerás, de quando em quando, a incompreensão dos outros. Periodicamente encontrarás na vanguarda obstáculos mil, induzindo-te à inércia ou à negação.

A carreira que nos está proposta, no entanto, deve desdobrar-se no roteiro do bem incessante...

Que fazer com as pessoas e circunstâncias que nos compelem ao retardamento e à imobilidade?

O apóstolo dos gentios responde, categórico: “Pondo de lado todo o impedimento.” Colocar a dificuldade à margem, porém, não é desprezar as opiniões alheias, quando respeitáveis, ou fugir à luta vulgar.

É respeitar cada individualidade, na posição que lhe é própria, é partilhar o ângulo mais nobre do bom combate, com a nossa melhor colaboração pelo aperfeiçoamento geral. E, por dentro, na intimidade do coração, prosseguir com Jesus, hoje, amanhã e sempre, agindo e servindo, aprendendo e amando, até que a luz divina brilhe em nossa consciência, tanto quanto inconscientemente já nos achamos dentro dela.

Você sabia que...

0 comentários
... existe um Museu Espírita em São Paulo, o único do mundo?

Em funcionamento desde 1997 o único Museu Espírita do mundo, em São Paulo, é a concretização de uma idéia que nasceu com Allan Kardec, e que vem sendo desenvolvida e ampliada pelo Instituto de Cultura Espírita de São Paulo.

Pouco antes de desencarnar, Allan Kardec teve a idéia de iniciar um museu do Espiritismo, tarefa que não teve tempo para iniciar. Mas foi esse pensamento de Kardec que inspirou as atividades do dr. Paulo Toledo Machado, diretor do ICESP (Instituto de Cultura Espírita de São Paulo), que resultaram na fundação do Museu Espírita, o único do gênero no mundo.

Como tantas obras realizadas no Brasil, o museu tem chamado bastante a atenção no exterior, mas ainda é pouco conhecido em nosso país. Mas as pessoas deveriam conhecê-lo, pois se trata de um trabalho dos mais interessantes, desde a elaboração arquitetônica do prédio em que está sediado, em São Paulo, até seu acervo de obras clássicas e raras do Espiritismo em todo o mundo.

O Museu Espírita foi inaugurado em 1997, mas a ideia é bem mais antiga, e está ligada às atividades do dr. Paulo, filho de Américo Bairral, que, por sua vez, foi o fundador do Instituto Bairral, hoje um dos centros de psiquiatria mais conceituados do mundo. "Eu sou de família espírita", explica o dr. Paulo Toledo Machado, "e desde 1946 já era presidente de um centro espírita, no bairro da Pompéia, em São Paulo. Nessa ocasião eu era professor". Dr. Paulo nasceu em Itapira e, após o desencarne de seu pai, em 1931, e depois da revolução de 32, ele veio para São Paulo.

Uma visita ao museu é indispensável a qualquer espírita que more ou esteja visitando São Paulo. É um exemplo do que pode ser realizado com amor, força de vontade e muita inspiração.


Para conferir as obras do Museu é necessário prévio agendamento.

Museu Espírita de São Paulo
Rua Guaricanga, 349 São Paulo – SP 05075-030
Fone: (11) 260-6225
E-mail: icesp@frontier.com.br

*Texto escrito por Gilberto Schoereder, extraído do
Portal do Espírito
, com modificações da Equipe de Comunicação do LEAE.

terça-feira, 29 de março de 2011

“A Morte é Uma Piada” neste fim de semana em Cuiabá

0 comentários

Em turnê pelo país, o espetáculo tem a participação de Renato Prieto, protagonista do filme “Nosso Lar”


“Pense que estamos nesse mundo apenas de passagem: a morte não acaba sendo uma grande piada?” É com a proposta de fazer uma reflexão sobre o lado cômico da morte que os atores de “A Morte é Uma Piada!” se apresentam neste sábado (02.04), às 21h, e domingo (03.04), às 19h, no palco do Cine Teatro Cuiabá.

A peça parte do ponto de vista de que a vida é apenas uma passagem e que desta maneira, a morte pode ser bem engraçada. Além disso, segundo os produtores, o objetivo é dar uma oportunidade às pessoas de refletir sobre um tema que contêm questionamentos inquietantes como: de onde viemos? O que estamos fazendo aqui? Para onde vamos?

Com elenco formado por Renato Prieto, Sylvia D´Silva, Rosana Penna, a peça tem direção e texto de Cyrano Rosalém, e traz músicas inesquecíveis de Roberto Carlos, Milton Nascimento/Fernando Brant, Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito, Paulo César Feital e Noel Rosa.

O espetáculo é uma realização da Temporada Gazeta de Teatro e tem ingressos a venda no piso térreo do Shopping Três Américas. O valor é 50 reais e 25 reais a meia entrada.

O ator

Renato Prieto começou sua trajetória na televisão, mas foi no teatro que ele se destacou. Nascido em Vitória (ES), foi sozinho para o Rio de Janeiro em 1986 em busca de sucesso. E conseguiu. A coroação do trabalho de ator já reconhecida no teatro veio após interpretar André Luiz, personagem do filme recordista de bilheteria Nosso Lar.

Há anos o ator usa sua arte para divulgar a religião da qual é praticante, a doutrina espírita. Renato Prietro já escreveu, dirigiu e atuou espetáculos espíritas e continuamente afirma que Chico Xavier é sua inspiração.

O artista é frequentemente apontado como uma espécie de popstar do segmento sobrenatural das artes cênicas no Brasil, o que acabou resultando na escalação para protagonizar o blockbuster que se firmou como o filme mais caro do cinema nacional desde a retomada. Nosso Lar teve orçamento de US$ 10 milhões, o equivalente a R$ 17,5 milhões.

Serviço: “A Morte é Uma piada” Temporada Gazeta de Teatro 02 de abril, sábado, às 21h. 03 de abril, domingo, às 19h.
Ingressos: Antecipados no piso térreo do Shopping Três Américas (65) 3627-4497. Se não esgotados, venda sábado e domingo, na Bilheteria do CTC.

Valor: 50 reais e 25 reais (meia).


*Notícia veiculada pela Assessoria de Imprensa do Cine Teatro Cuiabá

quarta-feira, 23 de março de 2011

1º Mostra TVCEI de Vídeos Espíritas

0 comentários

Relatos de médiuns ostensivos serão os atrativos do evento promovido pela TVCEI

A trajetória mediúnica de Francisco Peixoto Lins, o “Peixotinho”, as encarnações marcantes do Espírito “Joanna de Ângelis” e a história de quatro médiuns ostensivos e seus relatos desde a infância serão os atrativos da 1º Mostra TVCEI de Vídeos Espíritas. O evento é promovido pela TV do Conselho Espírita Internacional (TVCEI), com o objetivo de levar ao público espírita e simpatizante as melhores produções realizadas em DVD pela TV espírita.

A Mostra será aberta com a história do maior médium de materialização do Brasil relatada no documentário “Peixotinho e a Materialização dos Espíritos”. Os relatos ficam por conta dos próprios filhos do médium e do biógrafo, Humberto Vasconcelos, contando casos que vão desde fatos de materializações luminosas até a materialização de Clarêncio, ministro da cidade espiritual Nosso Lar.

No segundo dia, será exibido o vídeo “As Vidas de Joanna de Ângelis”, que traz os relatos do médium Divaldo P. Franco oferecendo informações curiosas sobre as encarnações e a missão do Espírito Joanna de Ângelis, guia espiritual do médium baiano.

No último dia do evento será a vez do documentário “Mediunidade Descoberta”. Os médiuns Mayse Braga, Geraldo Campetti, Sandra Ventura e Ricardo Silva, contam casos peculiares, tristes, alegres e sublimes que os envolveram desde a infância em suas existências repletas de intenso intercâmbio com o mundo dos Espíritos.

A 1ª Mostra TVCEI de Vídeos Espíritas acontece de 29 de abril a 01 de maio de 2011, com a presença de palestrantes da FEB e FEDF. O evento conta com apoio da Comunhão Espírita de Brasília e será realizado no seu auditório. Ao final de cada exibição o público poderá participar de um debate sobre os documentários. A entrada é gratuita e o evento será transmitido, ao vivo, pela TVCEI.

Serviço: 1º Mostra TVCEI de Vídeos Espíritas

Local: Comunhão Espírita de Brasília (Av. L2 Sul, Qd. 604, Lt. 27 - Brasília – DF)Realização: Conselho Espírita Internacional e Comunhão Espírita de Brasília
Apoio: Programa Transição
Contato: tvcei@tvcei.com

Agenda:

- Sexta, 29/04, 20h
“Peixotinho e a Materialização dos Espíritos”
Debatedor: Antonio Cesar Perri de Carvalho

- Sábado, 30/04, 19h
“As Vidas de Joanna de Ângelis”
Debatedor: Geraldo Campetti

- Domingo, 01/05, 16h
“Mediunidade Descoberta”
Debatedor: Mayse Braga

*Notícia extraída do site da TV do Conselho Espírita Internacional (TVCEI).

terça-feira, 22 de março de 2011

Almoço beneficente

0 comentários
O Lar Espírita Aprendizes do Evangelho (LEAE) junta, mais uma vez, gastronomia e responsabilidade social. Dia 17 de abril o grupo fará um almoço beneficente. Como toda promoção, o dinheiro das vendas será para ajudar na manutenção da casa espírita.

Com um cardápio delicioso (bobó de frango, arroz branco, batata frita e salada de tomate e alface), a casa estará aberta no domingo, 17 de abril, das 11h às 12h para a entrega do almoço. Quem preferir, o LEAE se responsabiliza pelas entregas a domicílio.

O valor de cada bandeja (individual, de alumínio e com divisórias) será de R$ 10.









Palestra 'Transição Planetária'

0 comentários

TRANSIÇÃO PLANETÁRIA: O PAPEL DO ESPÍRITA E DO CENTRO ESPÍRITA NESTE CENÁRIO


Depois da palestra de Divaldo Franco sobre a transição na qual a Terra deixará de ser um mundo de sofrimentos para se tornar um lugar de regeneração (veja a notícia aqui), vem agora nos explicar sobre esses acontecimentos o Doutor Alvaro Chrispino que também explanará sobre e o amparo nas nossa decisões e adequações para as tarefas que o Espírita, e as Casas Espíritas, exerçam nesse cenário de mudanças por que passa o nosso Planeta.

O evento ocorrerá no dia 17 de abril. A data foi cuidadosamente escolhida visando as comemorações do Dia Nacional do Espiritismo (veja a nota aqui). A palestra será no Hotel Fazenda Mato Grosso e tem entrada gratuita porém, a inscrição é obrigatória, uma vez que as vagas são limitadas a 1.000 pessoas.

- Faça a sua inscrição aqui.

Um pouco sobre o palestrante: Alvaro Chrispino, nasceu em 1960, na cidade de Niterói (RJ), onde iniciou seus estudos espíritas.

É Doutor em Educação pela UFRJ e licenciado em Química. Atualmente é Professor do CEFET-RJ, onde leciona Química para o Ensino Médio e Políticas Públicas e CTS-Ciência, Tecnologia e Sociedade nos Programas de Pós-graduação.

Ocupou diversos cargos e funções públicas nos campos da educação e da gestão pública. Foi Subsecretário de Estado de Educação do Rio de Janeiro, do Distrito Federal e da Cidade do Rio de Janeiro. Diretor Científico do CECIERJ - Centro de Ciências do Estado do Rio de Janeiro, dente outras funções.

Possui diversos livros publicados no campo da educação e do ensino de química. Seus livros espíritas são: "Conversando sobre a Morte” (CELD, 2010), “Aos Espíritas” (LEAL, 2005), Reconhecimento a Allan Kardec (2007, com Adilton Pugliese) e “Sou Eu – A Paixão do Cristo na Visão dos Espíritos” (2007).

Expositor espírita, contribui, desde jovem, com as atividades do Movimento Espírita - tema de seu especial interesse de estudo. Atuou na USEERJ, onde respondeu pelo Departamento de Orientação Doutrinária. Possui diversos artigos publicados em Reformador e na Presença Espírita.

Palestra: Transição Planetária: o papel do Espírita e do Centro Espírita neste cenário
Onde: Hotel Fazenda Mato Grosso - Salão Aracuã
Horário:
Das 08:00h às 12:00h e das 14:00h às 18:00h
Intervalo para Almoço: Das 12:00h às 14:h

Palestra do dia 28 de março

0 comentários
Na próxima segunda-feira, dia 28, teremos a palestra "Glorifiquemos", ministrada pela Noeme.

Segue o texto de embasamento:

__________________________________________________________________________________

“Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para todo o sempre.” – Paulo. (Filipenses, 4:20.)

_________________________________________________________________________________

Quando o vaso se retirou da cerâmica, dizia sem palavras:

– Bendito seja o fogo que me proporcionou a solidez.

Quando o arado se ausentou da forja, afirmava em silêncio:

– Bendito seja o malho que me deu forma.

Quando a madeira aprimorada passou a brilhar no palácio, exclamava, sem voz:

– Bendita seja a lâmina que me cortou cruelmente, preparando-me a beleza.

Quando a seda luziu, formosa, no templo, asseverava no íntimo:

– Bendita seja a feia lagarta que me deu vida.

Quando a flor se entreabriu, veludosa e sublime, agradeceu, apressada:

– Bendita a terra escura que me encheu de perfume.

Quando o enfermo recuperou a saúde, gritou, feliz:

– Bendita seja a dor que me trouxe a lição do equilíbrio.

Tudo é belo, tudo é grande, tudo é santo na casa de Deus.

Agradeçamos a tempestade que renova, a luta que aperfeiçoa, o sofrimento que ilumina.

A alvorada é maravilha do céu que vem após a noite na Terra.

Que em todas as nossas dificuldades e sombras seja nosso Pai glorificado para sempre.

Voce sabia que...

0 comentários
... há um dia nacional do espiritismo?

O dia é comemorado em 18 de abril e foi instituído através de um projeto da deputada federal Gorete Pereira (PL/CE), em homenagem ao lançamento do Livro do Espírita, de Alan Kardec, em 18 de abril de 1857. O número do projeto é 291/2007,

“Este livro foi todo decodificado pelos espíritos para o precursor do espiritismo, Alan Kardec. O lançamento ocorreu em Paris, na França. É considerado a base do espiritismo”, afirma a presidente da Federação Espírita Piauiense, Rosa Maria Araújo. Na obra, são abordados a existência de Deus, a vida após a morte, a reencarnação, as leis morais e a vida futura.

A autora do projeto lembra que o Brasil é a maior nação espírita da atualidade e que os praticantes brasileiros têm realizado “obras extraordinárias no campo da assistência social”, como define a Doutrina Espírita. Gorete Pereira também destaca a figura do médium Chico Xavier, segundo ela fundamental para a difusão do Espiritismo no Brasil.

“A instituição do Dia Nacional do Espiritismo é homenagem justa a um dos mais importantes grupos religiosos do país, cuja atuação tem sido indispensável para a construção de uma sociedade mais justa e fraterna entre nós”, argumenta Gorete Pereira

segunda-feira, 21 de março de 2011

Aniversariante do dia!

0 comentários

Hoje, 21 de março, é aniversário da nossa querida amiga Carmem.

Todos do LEAE comemoramos esta data muito importante. Esperamos que receba nossos pensamentos positivos e nossos abraços fraternos!


A partir desse dia começamos a viver uma nova etapa na nossa vida. Aniversário é o Ano Novo Particular de cada um...é tempo de pensarmos em mudar, em melhorar no que for possível. E também de ficarmos alegres por tudo o que alcançamos e superamos!

PARABÉNS!

Fica a Dica...

0 comentários
Entre os vários filmes com temáticas que englobam o espiritismo, sugerimos hoje que assitam ao longa-metragem 'Os Outros'.

Sinopse: Os Outros conta a história de Grace (Nicole Kidman), sofrida mãe de um casal de crianças que sofre de uma doença muito peculiar, que as impede de ser expostas a luz do dia. Qualquer luz pode provocar forte reação em suas peles. Assim, a curiosa família vive reclusa numa grande mansão, com cortinas escondendo as janelas. A casa é forte candidata a ser mal-assombrada. E é! Na permanente penumbra, iluminada por fracos candeeiros, ouvem-se ruídos estranhos nos outros cômodos, pianos tocam de repente, portas fechadas aparecem abertas... Coisas de histórias de terror. Mas ... essa idéia óbvia gerou requintado filme do diretor espanhol Alejandro Amenábar. Fazendo uso da atmosfera opressiva da casa, a fotografia de Os Outros não traz novidades. Não precisa. A semi-escuridão já proporciona o clima adequado. O som é que é fundamental no formato do filme. Recomenda-se ver (e ouvir) o filme num cinema com bom sistema Dolby. Um mérito de Amenábar é, sem utilizar efeitos especiais, nos deixar tensos, asfixiados, esperando o próximo ruído inexplicável que vai assustar a pobre família. Afinal descobriu-se que deixar a espectador imaginar o que se esconde atrás de cada porta ou cortina é o mais aterrorizante. O prolongamento das cenas, onde a expectativa nos deixa prontos a gritar junto com os personagens, é um exercício de dilatação do suspense, no estilo da escola do mestre Hitchcock..

Nicole Kidman brilha no escuro. Seus olhos azuis, arregalados pelo medo, ficam bem à luz de velas. As crianças do filme têm o desenho e performance adequados à estranha situação em que estão aprisionadas. O marido de Grace é estranho como uma alma penada. Os empregados completam o conjunto, com figuras, que a cada momento, nos despertam mais dúvidas e interrogações.

Filme que retrata como poucos a realidade de muitos espiritos desencarnados que no mundo espiritual criam mentalmente uma realidade paralela. Vale a pena assistir. (Retirado do ForumEspirita)






Título original: (The Others)
Lançamento: 2001 (EUA)
Direção: Alejandro Amenábar
Atores: Nicole Kidman, Christopher Eccleston, Fionnula Flanagan, Elaine Cassidy.
Duração: 114 min


Para refletir!

0 comentários
Conquistas Pessoais

Há algum tempo, a estagiária de uma empresa vinha observando sua companheira de trabalho. Tratava-se de pessoa de boa aparência, que se mostrava sempre solícita, delicada com todos e rodeada de amigos. Seu esposo era um rapaz honesto e digno, portador de bons valores morais.

Em certa oportunidade, resolveu abordá-la e lhe disse: Eu a tenho observado. Você ocupa um bom cargo na empresa, nosso supervisor admira e reconhece seu trabalho, vive rodeada de amigos e tem um marido adorável. Você é uma pessoa de muita sorte!

A moça silenciou por um instante, pensando intimamente quais palavras poderia escolher que melhor traduziriam o pensamento que lhe ocorria, sem que causasse má impressão.

E, com a expressão meiga e o sorriso que sempre a acompanhava, respondeu: Não acredito que eu seja uma pessoa de sorte. Prefiro pensar que todas as coisas que mencionou, foram conquistadas.

************************************************************************************

Todo trabalho que estamos executando, o cargo que exercemos, independente da área em que estejamos atuando, é fruto de disciplina e dedicação. Também de esforço pessoal, estudo e persistência em aprender algo novo e em nos aprimorarmos.

A saúde que desfrutamos é resultado de uma alimentação equilibrada, tanto em qualidade como em quantidade. Consideração especial a não ingestão de alcoolicos e qualquer outra substância que nos intoxique o organismo.

Somamos a isso a prática de exercícios selecionados, para que não ultrapasse nossos limites físicos, não ofereça riscos e, de preferência, que nos traga bem-estar e motivação para não abandoná-la.

Importante mexer o corpo. Contamos também com as horas de sono respeitadas, o descanso merecido, sem exageros.

É a nossa saúde conquistada e mantida através, ainda, do cultivo de pensamentos elevados, afastando a possibilidade de nos contaminarmos com os maus fluidos provenientes do negativismo, carregado de angústias, rancores, ansiedades, medos e culpas.

Os amigos também são conquistas. Eles estão ao nosso lado porque sabemos alimentar esses relacionamentos.

É o telefonema inesperado perguntando: Como vai você? É o e-mail enviado, só para dizer: Estou com saudades, apareça.

É a atenção e preocupação demonstrada quando o amigo passa por alguma dificuldade pessoal. É o tempo compartilhado. É o sorriso e o abraço carregado de afeto.

E os nossos amores? É por sorte que os temos ao nosso lado? Ou devemos considerar todas as renúncias, do tempo que doamos para o outro, do quanto cedemos e do quanto toleramos, sem reclamações e sem cobranças?

E os pequenos cuidados diários com o outro? Quanta diferença fazem em nossas vidas!

A paz e o sorriso que carregamos são o resultado do dever cumprido, da sensação de viver em consonância com a Lei de Deus.

É viver seguindo as Leis Morais, que estão inscritas na nossa consciência, que nos dizem o que devemos ou não fazer, tanto a nós mesmos quanto ao nosso semelhante.

Pensemos então, em não esperar sorte na vida. Trabalhemos com vontade e disposição interna para conquistar o que desejamos para nós: saúde, amor, emprego, bem-estar, paz de consciência.

Redação do Momento Espírita.
Em 03.03.2011.

domingo, 20 de março de 2011

Aniversariante do dia!

1 comentários
Hoje, 20 de março, é aniversário do nosso jovem companheiro Mateus. A família do LEAE comemora esta data tão importante enviando boas energias e vibrações.

Em sua homenagem fizemos este post!!

Este é um momento especial de renovação para sua alma e seu espírito, porque Deus, na sua infinita sabedoria, deu à natureza, a capacidade de desabrochar a cada nova estação e a nós capacidade de recomeçar a cada ano.

Desejamos a você, um ano cheio de amor e de alegrias.
Afinal fazer aniversário é ter a chance de fazer novos amigos, ajudar mais pessoas, aprender e ensinar novas lições, vivenciar outras dores e suportar velhos problemas.

Sorrir novos motivos e chorar outros, porque, amar o próximo é dar mais amparo, rezar mais preces e agradecer mais vezes.

Fazer Aniversário é amadurecer um pouco mais e olhar a vida como uma dádiva de Deus.
É ser grato, reconhecido, forte, destemido.

É ser rima, é ser verso, é ver Deus no universo;

Parabéns a você nesse dia tão grandioso.



quinta-feira, 17 de março de 2011

Palestra do dia 21 de março

0 comentários
Na próxima segunda-feira, dia 21, teremos a palestra "Certamente", ministrada pelo Paulo.

Segue o texto de embasamento:

__________________________________________________________________________________

“Certamente cedo venho.” – (Apocalipse, 22:20.)

_________________________________________________________________________________


Quase sempre, enquanto a criatura humana respira na carne jovem, a atitude que lhe caracteriza o coração para com a vida é a de uma criança que desconhece o valor do tempo.

Dias e noites são curtos para a internação em alegrias e aventuras fantasiosas. Engodos mil da ilusão efêmera lhe obscurecem o olhar e as horas se esvaem num turbilhão de anseios inúteis.

Raras pessoas escapam de semelhante perda. Geralmente, contudo, quando a maturidade aparece e a alma já possui relativo grau de educação, o homem reajusta, apressado, a conceituação do dia.

A semana é reduzida para o que lhe cabe fazer.

Compreende que os mesmos serviços, na posição em que se encontra, se repetem a determinados meses do ano, perfeitamente recapitulados, qual ocorre às estações de frio e calor, floração e frutescência para a Natureza.

Agita-se, inquieta-se, desdobra-se, no afã de multiplicar as suas forças para enriquecer os minutos ou ampliá-los, favorecendo as próprias energias.

E, comumente, ao termo da romagem, a morte do corpo surpreende-o nos ângulos da expectativa ou do entretenimento, sem que lhe seja dado recuperar os anos perdidos.

Não te embrenhes, assim, na selva humana, despreocupado de tua habilitação à luz espiritual, ante o caminho eterno.

No penúltimo versículo do Novo Testamento, que é a Carta do Amor Divino para a Humanidade, determinou o Senhor fosse gravada pelo apóstolo a sua promessa solene:

“Certamente, cedo venho.”

Vale-te, pois, do tempo e não te faças tardio na preparação.

Aguardem!

0 comentários

Mais um filme espírita poderá ser passado nas telas de cinema de todo o Brasil. Previsto para estrear em outubro, O Filme dos Espíritos é um longa-metragem brasileiro e é baseado na obra de Allan Kardec, O Livro dos Espíritos.

Dirigido pela dupla André Marouço e Michel Dubret, O Filme dos Espíritos conta a história de Bruno Alves que, por volta dos 40 anos, perde a mulher e se vê completamente abalado. A perda do emprego se soma à sua profunda tristeza e o suicídio lhe parece a única saída. Nesse momento, ele entra em contato com 'O Livro dos Espíritos', obra basilar da doutrina espírita. Há também uma dedicatória no exemplar: “esta obra salvou-me a vida. Leia-a com atenção e tenha bom proveito.” A partir daí, o protagonista da história começa uma jornada de transformação interior rumo aos mistérios da vida espiritual.

O longa teve boa parte de suas gravações realizadas na capital paulista, mas outras cidades como Atibaia, Araçoiaba da Serra e Ubatuba também serviram de locação para a história.

O longa tem no elenco parte dos atores e atrizes que estiveram nos curtas. Reinaldo Rodrigues é o protagonista. Ao seu lado, estão Nelson Xavier, Etty Fraser, Ênio Gonçalves, Ana Rosa e Luciana Gimenez.

terça-feira, 15 de março de 2011

Curso de Leitura Inicial

0 comentários

No próximo domingo, dia 20 de março, o Lar Espírita Aprendizes do Evangelho (LEAE) promoverá o curso de Leitura Inicial ministrado pela convidada Teresa Cristina.

O curso terá duração de três horas, iniciando às 14h com término às 17h. É gratuito e todos podem participar.


Aproveitem essa oportunidade!

quinta-feira, 10 de março de 2011

Para refletir

0 comentários
Promessas matrimoniais

No ato do consórcio matrimonial, os cônjuges realizam algumas promessas.

Prometem amar e respeitar um ao outro, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe.

Estranhamente, muitas vezes os votos formulados são esquecidos em pouco tempo.

Esposos se antagonizam. Criam dificuldades um para o outro. E o que começa como um lindo sonho de amor, em muitos casos acaba com um desfazer da aliança, em meio a muita mágoa.

Onde ficam as promessas do casamento? Onde o amor eterno jurado tantas vezes, durante o namoro?

Talvez se devesse pensar em algumas promessas diferentes para o momento em que as pessoas se decidam casar.

Perguntas que levem a reflexões. Ou que digam, de forma mais explícita, o que é amar e respeitar um ao outro.

Eis algumas delas:

Promete não desejar assumir o controle da vida do outro? Promete ter em mente que ele é um ser que antes de conhecer você, fazia parte de uma família, tinha amigos e ideais?

Promete respeitar os seus gostos musicais, mesmo que você não aprecie o tipo de música que a pessoa gosta?

Afinal, vocês poderão fazer um acordo de forma a que cada um ouça, em determinado tempo, e em volume condizente, a música que aprecie.

Promete acompanhar seu par quando este desejar ir ao cinema, ao teatro ou à praia?

Pode ser que você prefira o futebol, a conversa com os amigos. Mas sempre há possibilidade de se dialogar e estabelecer um momento para cada coisa, sem que nada fique esquecido ou desprezado.

Você promete ser paciente quando encontrar a toalha de banho molhada sobre a cama e pedirá outra vez e uma vez mais para que o fato não se repita?

Você promete que deixará seu par dirigir o automóvel, sem ficar a todo instante dizendo que engatou a marcha errada, que deve andar mais rápido, que agora deve ir mais devagar, que não sabe dirigir?

Você promete que, mesmo que a comida não seja a melhor do mundo, você agradecerá pelo prato que foi feito?

Você promete não esbravejar quando as contas se acumularem no final do mês, embora ambos tenham feito o possível para apertar o cinto, diminuir as despesas?

Você promete que amará os filhos que gerarem ou que adotarem, sem jamais deixarem de amar um ao outro?

Você promete que não esquecerá de dizer Eu amo você? E também Você é importante em minha vida?

Você promete que não descuidará de si, simplesmente porque casou? Que continuará a usar perfume, pentear o cabelo, preparar-se para o outro, exatamente como nos dias do namoro?

Você promete que não deixará o amor esfriar, a paixão ir embora?

Você promete que não contará todos os dias as rugas que forem marcando o rosto do outro?

Nem fará comentários desagradáveis com seus amigos sobre as dificuldades do seu par?

Você promete que, ao menos no dia do aniversário de casamento, tentará surpreender o outro com um delicioso café na cama?

Você promete ser eterno namorado, mesmo que não haja lua no céu, nem estrelas a brilhar?

Com chuva, frio ou tempestade, ficará com seu par?

Enfim, você promete que vai se esforçar para cumprir todas essas promessas?

Se a tudo isso, um ao outro disser sim, então, com certeza, o casamento durará muito tempo, porque ambos não serão somente marido e mulher.

Serão duas pessoas maduras, cientes de que ambos têm defeitos. Também virtudes.

E cada dia, um no outro buscará descobrir a virtude ainda não desvelada.

Um ao outro incentivará naquilo em que ainda não é tão bom. E um ao outro pedirá Por favor, me ajude, quando precisar.

E dirá Obrigado, toda vez que receber uma dádiva, um carinho, uma atenção.

Quem quer que adentre o barco matrimonial e não deseje ceder vez ou outra, entender e auxiliar, dificilmente chegará ao porto da felicidade.

Pense nisso!

Redação do Momento Espírita. Em 31.01.2010.

Palestra do dia 14 de março

0 comentários
Na próxima segunda-feira, dia 14, teremos a palestra "Estejamos Contentes", ministrada pela Aine.

Segue o texto de embasamento:

__________________________________________________________________________________

“Tendo, porém, sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.” – Paulo. (1ª Epístola a Timóteo, 6:8.)

__________________________________________________________________________________

O monopolizador de trigo não poderá abastecer-se à mesa senão de algumas fatias de pão, para saciar as exigências da sua fome.

O proprietário da fábrica de tecidos não despenderá senão alguns metros de pano para a confecção de um costume, destinado ao próprio uso.

Ninguém deve alimentar-se ou vestir-se pelos padrões da gula e da vaidade, mas sim de conformidade com os princípios que regem a vida em seus fundamentos naturais.

Por que esperas o banquete, a fim de ofereceres algumas migalhas ao companheiro que passa faminto?

Por que reclamas um tesouro de moedas na retaguarda, para seres útil ao necessitado?

A caridade não depende da bolsa. É fonte nascida no coração.

É sempre respeitável o desejo de algo possuir no mealheiro para socorro do próximo ou de si mesmo, nos dias de borrasca e insegurança, entretanto, é deplorável a subordinação da prática do bem ao cofre recheado.

Descerra, antes de tudo, as portas da tua alma e deixa que o teu sentimento fulgure para todos, à maneira de um astro cujos raios iluminem, balsamizem, alimentem e aqueçam...

A chuva, derramando-se em gotas, fertiliza o solo e sustenta bilhões de vidas.

Dividamos o pouco, e a insignificância da boa-vontade, amparada pelo amor, se converterá com o tempo em prosperidade comum.

Algumas sementes, atendidas com carinho, no curso dos anos, podem dominar glebas imensas.

Estejamos alegres e auxiliemos a todos os que nos partilhem a marcha, porque, segundo a sábia palavra do apóstolo, se possuímos a graça de contar com o pão e com o agasalho para cada dia, cabe-nos a obrigação de viver e servir em paz e contentamento.

terça-feira, 8 de março de 2011

Aniversariante do dia!

0 comentários

Hoje, 08 de março, é aniversário da nossa amiga, companheira de jornada, dona Joanice. A família do LEAE comemora esta data tão importante enviando boas energias e vibrações. É com muito carinho que dedicamos este post a ela.

"Existe apenas uma idade para sermos felizes, apenas uma epoca da vida de cada pessoa em que é possível sonhar, fazer planos e ter energia suficiente para os realizar apesar de todas as dificuldades e todos os obstáculos.

Uma só idade para nos encantarmos com a vida para vivermos apaixonadamente e aproveitarmos tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que podemos criar e recriar a vida à nossa propria imagem e semelhança, vestirmo-nos de todas as cores, experimentar todos os sabores e entregarmo-nos a todos os amores sem preconceitos nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem em que toda a disposição de tentar algo de novo e de novo quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na nossa vida chama-se presente e tem a duração do instante que passa..." - Mario Quintana

PARABÉNS!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Carnaval na visão espírita

0 comentários
O Carnaval, conforme os conceitos de Bezerra de Menezes é festa que ainda guarda vestígios da barbárie e do primitivismo que ainda reina entre os encarnados, marcado pelas paixões do prazer violento.

Como nosso imperativo maior é a Lei de Evolução, um dia tudo isso, todas essas manifestações ruidosas que marcam nosso estágio de inferioridade desaparecerão da Terra. Em seu lugar, então, predominarão a alegria pura, a jovialidade, a satisfação, o júbilo real, com o homem despertando para a beleza e a arte, sem agressão nem promiscuidade.

A folia em que pontifica o Rei Momo já foi um dia a comemoração dos povos guerreiros, festejando vitórias; foi reverência coletiva ao deus Dionísio, na Grécia clássica, quando a festa se chamava bacanalia; na velha Roma dos césares, fortemente marcada pelo aspecto pagão, chamou-se saturnalia e nessas ocasiões se imolava uma vítima humana.

Na Idade Média, entretanto, é que a festividade adquiriu o conceito que hoje apresenta, o de uma vez por ano é lícito enlouquecer, em homenagem aos falsos deuses do vinho, das orgias, dos desvarios e dos excessos, em suma.

A letra da música de Caetano Veloso diz: “atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu”, mas para os espíritas a letra deveria ser modificada para: “atrás do trio elétrico também vai quem já morreu”, porque o Espiritismo nos esclarece que estamos o tempo todo em companhia de uma inumerável legião de seres invisíveis, recebendo deles boas e más influências a depender da faixa de sintonia em que nos encontremos.

Essa massa de espíritos cresce sobremaneira nos dias de realização de festas pagãs, como é o Carnaval. Nessas ocasiões, como grande parte das pessoas se dá aos exageros de toda sorte, as influências nefastas se intensificam e muitos dos encarnados se deixam dominar por espíritos maléficos, ocasionando os tristes casos de violência criminosa, como os homicídios e suicídios, drogas lícitas e ilícitas, além dos desvarios sexuais que levam à paternidade e maternidade irresponsáveis, doenças, abortos, etc.

Isso acontece tanto com aqueles que se afinizam com os seres perturbadores, adotando comportamento vicioso, quanto com criaturas cujas atitudes as identificam como pessoas respeitáveis, embora sujeitas às tentações que os prazeres mundanos representam, por também acreditarem que seja lícito enlouquecer uma vez por ano.

Mas, do mesmo modo como somos facilmente dominados pelos maus espíritos, quando sintonizamos na mesma freqüência de pensamento, também obtemos pelo mesmo processo, a ajuda dos bons, aqueles que agem a nosso favor em nome de Jesus. Basta, para tanto, estarmos predispostos a suas orientações, atentos ao aviso de “orar e vigiar” que o Cristo nos deu há dois mil anos, através do cultivo de atitudes salutares, como a prece e a praticada caridade desinteressada.

Como disse Carlos Baccelli: “Advertiu-nos o apóstolo Paulo: "Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém". O mal não está tanto na coisa em si; está em como nos conduzimos dentro dela. O carnaval não seria o que é, se não fôssemos o que somos. É natural a presença do jovem espírita em festas e boates; no entanto, ao adentrar uma casa de diversão, ele não pode deixar lá fora a sua condição religiosa, como se tal condição lhe fosse uma capa da qual ele pudesse despir-se à vontade.”

Então, podemos concluir que, seria bom evitarmos, mas se não for possível, podemos nos divertir, mas nos comportemos como cristãos seja lá onde estivermos. ORAÇÃO e VIGILANCIA é a recomendação sempre atual.

(Compilação de Rudymara retirado do texto da Revista Espírita e do livro Mediunidade na Mocidade de Carlos A. Baccelli)

*Extraído do site do Grupo de Estudo Allan Kardec

Para refletir

0 comentários
Francisco de Assis e o jumentinho

Certo dia, Francisco de Assis estava a meditar, quando apareceu Frei Leão, um de seus mais próximos companheiros. Ele dizia que tinha um problema e desejava o auxílio do amigo para a solução. Disse ele:

- Francisco, eu conheço uma pessoa que tem um jumentinho. Ele é muito frágil, magro, doente. Apesar disso, seu dono não o alimenta bem e exige muito dele.

- Ele monta no animal e exige ser carregado? - Perguntou Francisco.

- Sim, Francisco. O pobre animal mal se aguenta em pé e o dono lhe exige isso e muito mais. Não tem piedade para com ele. Diga-me, que devo dizer a esse homem?

Francisco era conhecido por amar os animais. Então, respondeu a Frei Leão:

- Que maldade! Pois traga-me esse homem e eu falarei com ele. Dir-lhe-ei como se deve tratar os animais.

Frei leão docemente, esclareceu:

- Francisco, é você o dono do jumentinho. Seu corpo é o jumentinho que o leva a todo lugar e não está sendo bem tratado.

Humildemente, respondeu Francisco:

- Verdade, Frei Leão? Eu faço isso com meu corpo? Trato-o tão mal assim?

E, ante a afirmação do companheiro, Francisco ali mesmo se ajoelhou e orou:

- Meu doce jumentinho, me perdoe. Nem percebi que estava a tratar tão mal a você, de quem dependo para realizar minha obra. Perdoe-me. Terei mais cuidado, daqui em diante.

******************************************************

OBSERVAÇÃO: A narrativa nos faz perguntar: Estamos tratando bem nosso corpo?

Tem sido adequada a alimentação? Temos lhe permitido o repouso devido e temos atendido às suas dores?

Pensemos nisso: nosso doce jumentinho é nosso instrumento de trabalho na Terra. Amemo-lo. Atendamo-lo.
*Redação do Momento Espírita

O Espiritismo em Cuiabá é tema de livro

0 comentários
Como já anunciado aqui no blog, entre as comemorações dos 100 anos do Centro Espírita Cuiabá, a jornalista e companheira espírita Cristina Piloni lançou o livro “Centro Espírita Cuiabá – 1911/ 2011 - 100 anos iluminando consciências".

Segue uma matéria veiculada em um jornal de Mato Grosso sobre o livro e o movimento espírita.

Localizado no coração de Cuiabá, no calçadão da Galdino Pimentel ou Rua de Baixo como era antigamente conhecida, o Centro Espírita Cuiabá completa seu primeiro centenário sendo protagonista de uma obra literária. Com o tema “Centro Espírita Cuiabá – 1911- 2011- 100 anos iluminando consciências”, a professora e jornalista Cristina Piloni lança seu primeiro livro, contando sobre o florescimento da doutrina codificada por Allan Kardec em solo cuiabano.

A ideia surgiu curiosamente de duas frentes: tanto a diretoria do Centro Espírita fez o convite, quanto à diretoria da Entrelinhas Editora lançou o desafio à jornalista. Para a autora, foi um privilégio realizar esse trabalho, tendo em vista que, conforme declarou, ao longo de cem anos, o Centro Espírita Cuiabá tem contribuído, por meio da disseminação dos princípios consoladores do Espiritismo, para o desenvolvimento de uma conduta cristã. “A mim, coube a honrosa tarefa de garimpar fatos, datas, documentos e lembranças que compusessem essa história”.

A obra foi escrita com muita pesquisa e entrevistas. E, durante esse processo, fatos interessantes surgiram. “Para uma época em que Mato Grosso era afastado dos grandes centros urbanos, foi surpreendente constatar uma efervescência sócio- cultural, com uma elite cultural que tomava conhecimento das novidades literárias, filosóficas e científicas que vinham da Europa praticamente ao mesmo tempo em que elas chegavam ao Rio de Janeiro.”

A autora lembra que a doutrina espírita surgiu em 1857 na França e, em meados de 1890, já se abriam as primeiras casas espíritas de Mato Grosso, simultaneamente ao que acontecia em outros pontos do Brasil. Cita que o Centro Espírita Cuiabá que é um dos mais antigos do Brasil foi o terceiro a ser fundado na Capital e o sexto a surgir no Estado, sendo hoje, juntamente com o Centro Espírita Mateus, de Cáceres, estabelecido desde 1896, as duas instituições espíritas mais antigas de Mato Grosso ainda em funcionamento.

Outro ponto em destaque no livro é o quadro social e político da capital mato-grossense servindo como pano de fundo para a consolidação da doutrina espírita. Segundo Cristina Piloni, grandes nomes da história regional se fundem ao do Centro Espírita Cuiabá. Políticos, empresários, maçons e militares fazem parte desse contexto. Exemplo disso são personagens como o capitão Pedro Ponce, o comerciante Rafael Verlangieri, o juiz Luís Alves da Silva Carvalho, o ex-prefeito de Cuiabá Manoel Miraglia e o tenente Aristotelino Alves Praeiro. “A história da capital mato-grossense se entremeia com a do próprio Centro”.

A ampliação dos trabalhos e do próprio espaço físico da Casa se deve à vinda de imigrantes e da Marcha para o Oeste. Na década de 1970, o Centro passou por uma reforma e construiu um novo salão para palestras públicas que é utilizado até hoje. Com o aumento de espíritas oriundos de outros estados, o Centro Espírita Cuiabá se modernizou e expandiu suas áreas de atuação no campo dos estudos doutrinários e do serviço assistencial. A autora avalia que o Centro Espírita Cuiabá é uma porta de entrada para novos espíritas e para confrades vindos de outras regiões. Sua estrutura e localização colaboraram também para o crescimento do Espiritismo e para sua finalidade, sendo uma doutrina cristã, que apresenta um caminho de transformação e evolução moral através da prática da caridade e do estudo.

Durante a elaboração do livro, não foi possível contabilizar o número de pessoas que foram atendidas pela Instituição, mas estima-se que milhares de corações foram consolados e outras tantas almas foram alimentadas com as lições de Jesus.

O Centro Hoje

Atualmente, o Centro Espírita Cuiabá é dividido em coordenadorias de trabalho especializado: Infância e Juventude; Doutrina e Estudo; Apoio Fraterno; Serviço Assistencial; Assuntos Mediúnicos; Relações Públicas e Divulgação; e Patrimônio. Entre os trabalhos, destacam-se a evangelização, cinco palestras públicas semanais, o estudo sistematizado da doutrina com 27 grupos em andamento, a prática da mediunidade com reuniões privativas, além de atividades assistenciais e de promoção humana como visitas semanais ao Abrigo Bom Jesus de Cuiabá e ao Pronto Socorro de Cuiabá. O Centro mantém, ainda, o Posto Avançado Irmão Praeiro, no bairro Castelo Branco onde se realizam trabalhos com crianças e suas famílias.

Sobre a autora

Nascida em Barra do Piraí, RJ e atualmente com 62 anos, Maria Cristina de Carvalho Sousa Lima Piloni é graduada em Comunicação Social- Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em Letras pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), possuindo pós-graduação lato sensu em Pedagogia Waldorf pela Universidade Estadual de Mato Grosso. Mora em Cuiabá desde 1978 onde exerce o cargo de assessora de imprensa como funcionária pública concursada da UFMT e também de tradutora juramentada em inglês para o estado de Mato Grosso. É espírita desde os 16 anos de idade e atuante no Centro Espírita Cuiabá há 32 anos. É palestrante espírita, professora de estudos doutrinários, médium e evangelizadora.

*Notícia extraída do site do jornal Circuito Mato Grosso, com modificações da Equipe de Comunicação do LEAE.

Você sabia que...

0 comentários
... há pelo menos uma universidade espírita no Brasil?

Sim! As Faculdades Integradas Espírita (FIES), mantidas pelo Instituto de Cultura Espírita do Paraná (ICEPA), foram fundadas em 1966.

As FIES são orientadas por uma filosofia espiritualista, ética e cristã. Tem por missão desenvolver e difundir o conhecimento científico e cultural, promovendo a formação integral de profissionais comprometidos com o Ser Humano e a Natureza. Priorizam os conceitos fundamentais da filosofia educacional espírita e a fraternidade em todos os níveis de relação.

Os cursos de graduação oferecidos são Biologia, Geografia, História, Nutrição, Engenharia Agrícola, Educação Física, Fisioterapia, Física, Pedagogia, Serviço Social e Zootecnia.

Além disso, são ofertados cursos de pós graduação, cursos de extensão e sequenciais como Naturoterapia e Yoga.

Para saber ainda mais sobre as FIES, localizadas em Curitiba, acesse o site da instituição aqui.

Palestra do dia 07 de março

0 comentários
Na próxima segunda-feira, dia 07, teremos a palestra "Obreiros Atentos", ministrada pela presidente da casa, Rosária.

Segue o texto de embasamento:

__________________________________________________________________________________

“Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, esse tal será bem-aventurado em seus feitos.” – (Tiago, 1:25.)

__________________________________________________________________________________


O discípulo da Boa Nova, que realmente comunga com o Mestre, antes de tudo compreende as obrigações que lhe estão afetas e rende sincero culto à lei de liberdade, ciente de que ele mesmo recolherá nas leiras do mundo o que houver semeado. Sabe que o juiz dará conta do tribunal, que o administrador responderá pela mordomia e que o servo se fará responsabilizado pelo trabalho que lhe foi conferido. E, respeitando cada tarefeiro do progresso e da ordem, da luz e do bem, no lugar que lhe é próprio, persevera no aproveitamento das possibilidades que recebeu da Providência Divina, atencioso para com as lições da verdade e aplicado às boas obras de que se sente encarregado pelos Poderes Superiores da Terra.

Caracterizando-se por semelhante atitude, o colaborador do Cristo, seja estadista ou varredor, está integrado com o dever que lhe cabe, na posição de agir e servir, tão naturalmente quanto comunga com o oxigênio no ato de respirar.

Se dirige, não espera que outros lhe recordem os empreendimentos que lhe competem.

Se obedece, não reclama instruções reiteradas, quanto às atribuições que lhe são deferidas na disposição regimental dos trabalhos de qualquer natureza. Não exige que o governo do seu distrito lhe mande adubar a horta, nem aguarda decretos para instruir-se ou melhorar-se.

Fortalecendo a sua própria liberdade de aprender, aprimorar-se e ajudar a todos, através da inteira consagração aos nobres deveres que o mundo lhe confere, faz-se bem-aventurado em todas as suas ações, que passam a produzir vantagens substanciais na prosperidade e elevação da vida comum.

Semelhante seguidor do Evangelho, de aprendiz do Mestre passa à categoria dos obreiros atentos, penetrando em glorioso silêncio nas reservas sublimes do Celeste Apostolado.

terça-feira, 1 de março de 2011

Longa "As Mães de Chico Xavier" estreia em abril

0 comentários
Após o sucesso dos filmes "Chico Xavier", do diretor Daniel Filho, que levou cerca de 3,5 milhões de pessoas às salas de cinema, e "Nosso Lar", com 4 milhões de espectadores em todo o país, o cinema transcendental programa o lançamento de mais um longa metragem abordando a história de vida do médium mineiro.

Estreia no próximo dia 1º de abril, em cinemas de todo o Brasil, o filme "As Mães de Chico Xavier", dos diretores Glauber Filho e Halder Gomes, uma produção da Estação Luz Filmes, com distribuição da Paris Filmes e apoio promocional da Globo Filmes e Telecine. O Filme traz em seu elenco nomes como Nelson Xavier, Caio Blat, Vanessa Gerbelli, Herson Capri, Via Negromonte e Tainá Muller.

“As Mães de Chico Xavier” é baseado em fatos reais e conta a história de três mães, vivendo momentos distintos de suas vidas e que veem sua realidade se transformar repentinamente: Ruth (Via Negromonte), cujo filho jovem enfrenta problemas com drogas; Elisa (Vanessa Gerbelli), que tenta superar com o marido a perda do filho, o pequeno Theo (Gabriel Pontes); e Lara (Tainá Muller), uma professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada. Suas histórias se cruzam quando elas recebem conforto e reencontram a esperança de vida através do contato mantido com Chico Xavier.

Na produção, Nelson Xavier revive o papel de Chico Xavier. Herson Capri interpreta Mário, marido de Ruth. Caio Blat vive um jornalista que quer investigar o médium. Neuza Borges é a cuidadosa governanta que convive com o casal Elisa e Guilherme (Joelson Medeiros).

Veja o trailler oficial:

video


A obra foi filmada em película 35mm durante os meses de abril e maio de 2010, com locações nas cidades cearenses de Guaramiranga, Pacatuba e Fortaleza; e tendo as filmagens concluídas em Pedro Leopoldo (MG), terra natal de Chico Xavier. O filme é inspirado no livro “Por Trás do Véu de Isis”, do jornalista e escritor Marcel Souto Maior, com roteiro original de Glauber Filho e Emmanuel Nogueira, Luis Eduardo Girão como Produtor e produção executiva de Sidney Girão e Leonardo Leal. A Estação Luz filmes é responsável pela produção de “Bezerra de Menezes – O Diário de Um Espírito”, de 2008, obra que alavancou o gênero transcendental no Brasil e é co-produtora dos longas “Chico Xavier”, “Área Q” e “Filme dos Espíritos”.

Pré-estreias

Antes de sua estreia comercial, "As Mães de Chico Xavier" percorrerá um histórico calendário de 20 avant-premières, sendo 18 em capitais brasileiras e duas nas cidades de Uberaba e Pedro Leopoldo. Em paralelo, o filme participará de um Festival e uma Mostra. No dia 24 de março, o longa abrirá o I Festival de Cinema Transcendental, que será realizado em Brasília (DF). Já no dia 31 de março, véspera da estreia em circuito nacional, o filme encerra a Mostra de Cinema Transcendental, em Fortaleza (CE).

Acesse o blog oficial do filme aqui.

Veja também:

- Posição da FEB sobre o carnaval com Chico
-
Chico Xavier homenageado em Carnaval
-
A vida de Chico Xavier em quatro dias

* Notícia extraída do site Paranashop Notícias com modificações da Equipe de Comunicação do LEAE.

Serviço de Assistência Espírita ao Preso

0 comentários

A 6ª edição do Seminário de Serviço de Assistência Espírita ao Preso (SAEP) ocorrerá, no Rio de Janeiro, no dia 20 de março, com apresentação do tema “O criminoso na visão espírita”.

Com exposição de Gerson Simões Monteiro, contará com o Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro (CEERJ) como local de realização.

PROJETO: O SAEP é um setor da Área de Relações Externas do CEERJ, formada por um colegiado de representantes de instituições que atuam na área de assistência espírita àqueles que estão em conflito com a lei, tais como, presos adultos, adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida sócio-educativa, aqueles que cumprem penas alternativas, os que se encontram cumprindo medida de segurança em manicômios judiciários, bem como os egressos do sistema penal.

- Saiba mais sobre o Serviço de Assistência aqui.

Sua principal finalidade, desde 2005, ano de sua fundação, é aproximar e apoiar os grupos que prestam assistência espírita aos que se encontram em conflito com a lei, bem como os seus familiares, buscando divulgar e disseminar essa tarefa para as Casas Espíritas, a comunidade espírita e a sociedade em geral.

O objetivo básico do SAEP é propiciar que se leve a Doutrina Espírita aonde quer que haja um preso, atendendo ao convite feito por Jesus: “estive preso e fostes me visitar”.

Mais informações sobre o seminário ou mesmo sobre o SEAP acesse portal do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro.


*Notícia extraída do site da FEB com modificações da Equipe de Comunicação do LEAE.

Allan Kardec e as Obras Básicas - Part. III

0 comentários

Por Fabiana Lampréia Padilha

As Obras Básicas

O conteúdo das obras publicadas por Allan Kardec expõem e consolidam os princípios e os elementos constitutivos da Doutrina Espírita, em sua totalidade, segundo o ensino dos Espíritos, sistematizados pelo codificador. Representam um patrimônio ético, científico e filosófico de valor incalculável, pois traduz o esforço concentrado de uma imensa falange de Espíritos sábios e bons, que sob a assistência amorosa de Jesus acompanharam o trabalho incansável de Allan Kardec.

Constituem-se, na realidade, o fio de prumo da Doutrina Espírita, o alicerce insuperável, através do qual informações outras, de autores recentes, vão sendo paulatinamente assimiladas.

Emmanuel, examinando a grandiosidade das obras básicas do Codificador assevera:

"Após dezenove séculos de teologia arbitrária, não chegaríamos a compreender o Evangelho e Jesus Cristo, sem Allan Kardec."

As obras básicas da Codificação Kardequiana são as seguintes por ordem cronológica de edição:

O Livro dos Espíritos - 18 de abril de 1857
O Livro dos Médiuns - janeiro de 1861
O Evangelho Segundo o Espiritismo - abril de 1864
O Céu e o Inferno - 1865
A Gênese, os milagres e as predições - janeiro de 1868
Allan Kardec escreveu ainda dois outros livros de menor extensão: O Que é o Espiritismo e O Principiante Espírita, e no ano de 1890, P.G. Leymarie publica o livro Obras Póstumas, contendo artigos de Kardec ainda não conhecidos do público.

O Livro dos Espíritos

A primeira obra publicada por Kardec é, na essência, um tratado de perguntas e respostas de caráter filosófico. Em 1019 itens, o Codificador apresenta os princípios basilares da Doutrina que, posteriormente, serão desenvolvidos nos outros livros.

Na primeira parte do Livro, o autor estuda as causas primárias, Deus, o espírito e a matéria. Traça considerações a respeito do princípio vital e da criação.

Na parte segunda, Kardec vai dissecar em profundidade o Mundo dos Espíritos; a encarnação, a desencarnação, a missão e ocupação dos Espíritos, bem como seu inter-relacionamento com os homens.

A terceira parte tem um caráter eminentemente moral, pois Kardec vai examinar a Lei Natural, subdividida em dez Leis Morais que regem as relações humanas: Adoração, Trabalho, Reprodução, Conservação, Destruição, Sociedade, Progresso, Igualdade, Liberdade e Justiça, Amor e Caridade.

Na última parte, o codificador se preocupa com as Esperanças e Consolações, introduzindo a sonda de suas investigações na complexa Lei de Causa e Efeito.

O Livro dos Médiuns

O segundo livro, por ordem cronológica de lançamento, no seu frontispício, apresenta o subtítulo: "Guia dos Médiuns e dos Evocadores" e resume o seu conteúdo assim:

"Ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o mundo invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os tropeços que se podem encontrar na prática do Espiritismo."

O Livro dos Médiuns é considerado, ainda hoje, como o mais completo tratado de fenomenologia paranormal de todos os tempos, e, por esse motivo, é de leitura obrigatória a todos aqueles que trabalham na área mediúnica.

O Evangelho Segundo o Espiritismo

Com esta obra, o Espiritismo vai assumir um caráter nitidamente religioso, pois Kardec se propõe a examinar cuidadosamente as diversas palavras do Cristo e as passagens mais significativas do Novo Testamento, no seu aspecto moral.

Em sua folha de rosto, lê-se a síntese de seu conteúdo:

"A explicação da máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida."

O seu estudo se desdobra em 28 capítulos de rara beleza e de profunda sabedoria.

O Céu e o Inferno

O quarto livro do pentateuco Kardequiano tem como subtítulo "A Justiça Divina segundo o Espiritismo."

Na primeira parte, Kardec examina temas diversos como: Céu, Inferno, Anjos e Demônios e estuda, com brilhantismo a Lei de Ação e Reação mostrando as inúmeras nuanças que cercam este princípio universal.

Na segunda parte, apresenta o Codificador mensagens de Espíritos desencarnados que se comunicaram na Sociedade Espírita de Paris, com observações muito oportunas relacionadas a cada um deles.

A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo

Um ano antes de sua morte, Allan Kardec publicou seu último grande livro. Depois de ter estabelecido as bases teóricas e práticas da Doutrina, cabia-lhe interpretar o Antigo e o Novo Testamento segundo a ciência espírita. Nas primeiras linhas da introdução, escreveu:

"A nova obra constitui mais um passo à frente, nas conseqüências e nas aplicações do Espiritismo; tem por fim o estudo de três pontos que foram até hoje, diversamente interpretados e comentados: A Gênese, os Milagres de Jesus e as predições encontradas nos Evangelhos."


* Trechos retirados do texto 'Allan Kardec e as Obras Básicas', extraído do site Portal do Espírito.

Sábado tem pizza!!!

0 comentários
Neste sábado, dia 12 de março, haverá promoção de pizzas no Lar Espírita Aprendizes do Evangelho (LEAE).

As vendas vão das 9h até às 10h. Cada pizza será vendida pelo valor de R$ 20.

E o LEAE traz uma novidade: a tradicional pizza de calabresa desta vez será feita com massa caseira.
* Crédito da foto: Broalex

Aniversariante do Dia!

1 comentários

Hoje, 1º de março, é aniversário do nosso amigo, companheiro de jornada, Alcides Sturm. Por isso, dedicamos esse post a ele e desejamos muitas felicidades...


Conte seu jardim pelas flores, nunca pelas folhas caídas. Viva a cada minuto de sua vida como se fosse viver eternamente.

E cada hora que passar não conte pelos ponteiros romanos de um relógio e sim pelo pulsar do seu coração.

E através de toda a sua existência conte sua idade pelos amigos que conquista e nunca pelos anos que vive.

Isso é o que eu todos nós do Lar Espírita Aprendizes do Evangelho desejamos sinceramente.



Feliz Aniversário!


"Tudo na vida pode ser começado de novo para que a lei do progresso e do aperfeiçoamento se cumpra em todas as direções." Emmanuel - Chico Xavier