Blogger templates

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Novos Médiuns

0 comentários
Maurício de Castro, 35, já publicou 11 livros por meio da psicodigitação
Na direção de centros espíritas, psicografando, conduzindo reuniões mediúnicas ou criando projetos para divulgação da doutrina, jovens tentam renovar o espiritismo na Bahia.

Em meio ao calor sertanejo, em Riachão do Jacuípe, a pouco mais de duas horas de Salvador, Maurício de Castro, 35, está a um passo de concluir a narrativa sobre como se tornou autor de livros que, em 11 anos,  já ultrapassam a marca de 264 mil exemplares vendidos. De repente, faz uma pausa e avisa que, naquele momento, está acontecendo um fenômeno que não experimenta com muita frequência.

Por alguns segundos, ele vê Hermes,  seu mentor espiritual e autor da maioria dos 11 romances publicados  - o próximo sai em julho e há mais oito prontos. Na maioria das vezes, o contato entre os dois ocorre por meio da audição: Hermes fala e o médium digita.  Maurício começou a psicografar aos 23, mas convive com a mediunidade desde os 13. "A audição é muito clara, mas a visão não é tão frequente", diz.