Blogger templates

quinta-feira, 31 de março de 2011

Vida de Allan Kardec vai virar filme

Filmes inspirados no espiritismo ganham as salas de cinema


'As Mães de Chico Xavier', que tem estréia marcada para amanhã - 1º de abril - marca a volta dos responsáveis por lançar a onda espírita que constitui hoje um dos filões de maior sucesso do cinema nacional. Os diretores Glauber Filho e Halder Gomes e o produtor Luís Eduardo Girão, da Estação Luz, foram os responsáveis, em 2008, pelo longa Bezerra de Menezes, produção tímida que custou R$ 1,5 milhão mas que surpreendeu arrastando mais de 500 mil pessoas às salas de cinema.


- Veja a notícia sobre o filme 'As Mães de Chico Xavier' aqui.

— A meta, com 'As Mães de Chico Xavier', é superar os 4 milhões de espectadores de Nosso Lar (o título da onda que mais levou gente aos cinemas) — diz o coprodutor Ricardo Rihan.


Conta Rihan que tudo começou quando Girão, empresário de Fortaleza (CE), criou a Mostra de Teatro Transcendental, nove anos atrás. Glauber Filho — nada a ver com Glauber Rocha, por suposto - é um nome conhecido no cenário cultural da capital cearense. Propôs que o produtor investisse na temática mítico-religiosa também no cinema.


— Daí nasceu Bezerra. Com o centenário do Chico Xavier, vieram os outros filmes — relata Rihan, ex-executivo de TV que com a produtora Lighthouse se associou a Girão logo depois. — As dificuldades de produção do Bezerra eram notáveis, coisa que não se viu em Chico Xavier, o Filme e 'Nosso Lar' e que não se verá em 'As Mães de Chico Xavier' — afirma o produtor, que esteve no Sul para organizar a sessão de pré-estreia, semana passada.


O novo filme custou mais de R$ 7 milhões e chega com status de grande lançamento: são cerca de 400 cópias espalhadas pelo país. De 'As Mães de Chico Xavier', contudo, não se deve esperar mudança estética: embora o discurso dos autores seja o de dialogar com o público que não é famíliar ao espiritismo, seu principal parâmetro é 'Nosso Lar', longa que não alcança qualquer transcendência artística.


O passo seguinte dessa turma é uma cinebiografia de Allan Kardec, para a qual vão tentar uma coprodução internacional. Antes, a onda espírita vai ganhar mais um representante: 'O Filme dos Espíritos' (veja a notícia sobre o filme aqui), produção baseada em O Livro dos Espíritos, de Kardec, dirigida por André Marouço e Michel Dubret e estrelada novamente por Nelson Xavier, cuja estreia no Brasil está marcada para 7 de outubro.


*Texto escrito por Daniel Feix, extraído do site do jornal Zero Hora, com modificações da Equipe de Comunicação do LEAE.

0 comentários: