Blogger templates

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Espiritismo aposta em Livros Eletrônicos

O Conselho Espírita Internacional (CEI) e a Federação Espírita Brasileira (FEB), tornam-se parceiras para se consolidarem como pioneiras no mercado brasileiro na edição de livros espíritas em formato digital - eletrônicos (eBook).

Este ano, a meta é alcançar mais de 600 títulos convertidos, todos eles do catálogo de obras da FEB, que inclui obras de destacados autores como Allan Kardec, Francisco Cândido Xavier e Yvonne Pereira, entre outros.

Os livros já podem ser adquiridos nos principais sites de comercialização mundiais como Apple, Barnes& Noble, Google, Publidisa, Saraiva e Submarino. Todos os meses estão sendo negociados novos acordos para ampliar a rede de comercialização existente.

A campanha de difusão da Doutrina Espírita mantém-se firme na divulgação de seus ensinamentos por meio dos livros, seja em formato papel, ou através de mídias mais atuais como os audiolivros e os livros eletrônicos. A tecnologia e a evolução do mercado fez dos livros digitais a nova aposta. “Eles são práticos de serem comprados e consumidos em qualquer lugar do mundo, o que agiliza o acesso às Obras Espíritas e sua propagação”, afirma Fernando Quaglia, gerente editorial da EDICEI.

Além desta novidade, a EDICEI – EDITORA também colocará seus títulos (mais de 200) em diversos idiomas em formato digital à venda. O objetivo é chegar ao final de 2011 com todos os livros publicados (mais de 200), consolidando a proposta de disseminação dos estudos espíritas pelo mundo.

O livro digital é o futuro para todas as pessoas, de todas as idades, pois podem ser lidos a qualquer momento e em qualquer lugar do mundo, sem a necessidade de carregar vários livros e acumulando peso. Outra questão muito importante é a preocupação com o meio ambiente, pois este livro economiza várias folhas de papel, porque não necessita de impressão em sua confecção.

Aproveite esta oportunidade e compre logo os livros digitais dos seus autores favoritos.

*Notícia extraída do site da FEB

0 comentários: